InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Wali al-Bayt

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dumbledore
Admin
avatar

Mensagens : 221
Idade : 117

MensagemAssunto: Wali al-Bayt   Dom Jul 24, 2011 11:45 am

Wali al-Bayt ( ولي آل البيت )


História

Calçada nas areias quentes do deserto do Sinai, no Egito, Wali al-Bayt é um Oásis mágico. Estrategicamente colocada num lugar de difícil acesso, a escola tem comunicação com o Mar Vermelho e é importante ponto de descanso para bruxos que fazem longas jornadas a pé, pela região.

Nefertiti, uma das rainhas mais famosas do Império Faraônico, em 1330 a.C. resolveu que queria um lugar onde suas filhas, que tinham herdado a mágica do sangue materno, pudessem se desenvolver plenamente, para que depois pudessem ter sua parte nas riquezas do Faraó. Os bruxos e encantadores mais sábios do Egito foram convocados para a construção da obra monumental. Não se sabe ao certo quantas pessoas morreram na construção e estima-se que o tempo de duração do feitio da obra foi de 100 anos. E assim foi criado o Templo de Serket Heru, e aceitava apenas filhos da corte egípcia.

Assim foi durante muitos séculos, bruxos do Império Persa pediram permissão de mandar suas crianças e assim foram aceitas. E depois quando o Império Romano dominava todo o oriente, os poucos bruxos que conseguiam passar para as fronteiras também enviavam os filhos para serem treinados. O local era mais um monastério religioso que ensinava a magia dos velhos deuses, e mesmo assim durou muitas dominações: assírios, macedônica e romana. Mas tudo mudaria quando o islã veio, e a conversão se espalhou.

Em 1100, o Templo de Serket Heru não existia mais, os velhos deuses foram deixados para trás, agora era oficialmente uma escola de magia, a Wali al-Bayt. Aceito desde do ínicio, as meninas foram banidas da escola, agora todos os meninos dormiam na Tenda do Sono, e tinha aula no Monastério. Várias outras mudanças foram sendo feitas através dos anos, e daqueles que governavam o Egito. No domínio de Napoleão, houve professores de Beauxbatons em al-Bayt, e houve inflUência de Hogwarts nos anos que o Egito foi protetorado inglês. Atualmente, é uma escola árabe para bruxos árabes.

Localização

Está num óasis no Deserto Oriental Africano, próximo ao litoral do canal do Suez, sendo que a cidade trouxa mais próxima está à 100 km, que é Ismaïlia. Possui todos os feitiços de proteções como padrão. Quando um trouxa aproximar verá ou um oasis evaparorando nas areis ou uma tempestede de areia se criando.

Admissão

Por mais que não seja usado pelos bruxos arabes, e todos hoje usam corujas, a escola ainda matem a tradição os íbis como os passaros que levam o "Papiro de Admissão". Afinal, o passaro é associado à Toth, o deus da escrita e conhecimento. E mesmo nos séculos recentes, os bruxos islâmicos não ligam, e até gostam do enorme passaro vermelho traxer a carta do filho.




A escola tem um diretor geral e os líderes de cada casa, chamados sacerdotes. A escola é disciplinada, mas a rigidez não é seu potno máximo. Os alunos respeitam as regras geralmente porque querem, e não porque são forçados. Os almoços são geralmente muito animados, a rivalidade entre as casas confere ao local um clima de competitividade. A aulas se distribuem entre os horários da manhã e da tarde. Geralmente, há excursões para o Cairo e cidades próximas. Aos alunos não é permitida a saída das propriedades da escola sem acompanhamento de um professor ou responsável. Essa é a única regra que se quebrada causa a expulsão imediata e sem revoga. Em Wali al-Bayt, para todas as outras incidências, a conversa é o melhor jeito de resolver.

Atualmente, Wali al-Bayt é um dos maiores centros em Excelência de Ensino Mágico das redondezas e, quando em competição com outras escolas sempre se sai bem. A última competição se deu em 1896, Wali al-Bayt ganhou várias provas como Enfrentamento de Animais Desérticos e Duelos. Não se sabe quem foi o real ganhador do evento, em que competiam Wali al-Bayt, Astennu, Samsara e algumas outras escolas da região, já que um incêndio na cerimônia de encerramento queimou o envelope lacrado com os resultados. As escolas, por política de boa convivência, consideram um empate.


Pela fundação egípcia, tem como símbolo o Olho de Hórus, que significa poder e proteção. Todos os alunos têm o olho bordado nas costas das vestes que são de cor bege cru com os bordados em marrom escuro. Na verdade, a cor das roupas veio da antiga necessidade de se esconder no deserto. Os guardas da escola utilizavam roupas da mesma cor da areia, para que pudessem se esconder. O estratagema deu tão certo, que os alunos também usam as mesmas cores nas vestes.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://wwpedia.forumeiros.com
 
Wali al-Bayt
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Escolas :: Outras escolas-
Ir para: